Backstage News DF 35/2018 – Disputa por Joe Valle sinaliza que pedetista concorrerá ao Senado

O Backstage News é um produto diário da Tracker Consultoria que reúne os principais colunistas de política do DF com informações dos bastidores do Poder.

 

CORREIO BRAZILIENSE

Eixo Capital
Ana Maria Campos

Valdir Oliveira desiste de disputar eleição e fica no GDF
Depois de uma conversa ontem com o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), o secretário de Economia, Desenvolvimento Sustentável, Inovação e Ciência e Tecnologia, Valdir Oliveira, decidiu permanecer no Executivo. Não vai se desincompatibilizar e, consequentemente, não será candidato nas próximas eleições. O ex-superintende regional do Sebrae chegou a ser cotado para integrar como vice a chapa de Rollemberg. Até ontem sua saída do governo, para concorrer a algum cargo, era dada como certa. Mas Valdir desistiu. Pesaram projetos da secretaria e também um aspecto pessoal. Ele avaliou que entrar na disputa agora poderia interferir no projeto do irmão, o deputado Chico Leite (Rede), candidato ao Senado. O distrital sempre foi o político da família. Mas não significa assunto sepultado. O futuro a Deus pertence. Se Rollemberg conseguir se reeleger, dois nomes de sua equipe despontam como potenciais sucessores: Valdir e Leany Lemos, que vai concorrer ao Senado.

Siga o dinheiro
R$ 893.207,67. É o valor previsto em pregão eletrônico da Câmara Legislativa para contratação de empresa para fornecimento e instalação de painéis, divisórias, portas e complementos.

A pergunta que não quer calar….
O ex-presidente Lula será mesmo preso hoje?

Eles também abrem mão de candidaturas
Dois outros potenciais candidatos a cargos de deputados também resolveram permanecer nos cargos e abrir mão de candidatura neste ano: o secretário de Gestão do Território e Habitação (Segeth), Thiago de Andrade, e o secretário adjunto de Esporte de Turismo, Jaime Recena, não vão concorrer.

Bandeiras
No caso do titular da Segeth, Thiago de Andrade, há missões importantes para serem mostradas na campanha, a continuidade do processo de regularização fundiária e de desocupação da orla. São duas bandeiras para a reeleição de Rodrigo Rollemberg (PSB).

Caso Lula vale para delegada
Uma pessoa deve ter acompanhado e torcido pelo desfecho do julgamento do Habeas Corpus do ex-presidente Lula no STF: a delegada aposentada Martha Vargas. É que o Tribunal de Justiça do DF manteve ontem a condenação da policial a 16 anos de prisão pelos crimes de tortura, fraude processual e falsidade ideológica durante a condução da investigação sobre o triplo homicídio, ocorrido na 113 Sul, do advogado José Guilherme Vilella, da mulher dele, Maria Vilela, e de uma funcionária da casa, Francisca Nascimento Silva. Agora, seguindo jurisprudência do STF, mantida no caso do petista, Martha Vargas deverá cumprir a pena em regime fechado.

Joe e Frejat a um passo da aliança
Começa a se consolidar uma aliança de centro-esquerda em torno da candidatura de Jofran Frejat (PR). O presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), esteve ontem na casa do ex-secretário de Saúde para declarar intenção de estarem juntos nas próximas eleições. Estava acompanhado do presidente do PDT/DF, Georges Michel, o que sinaliza um movimento com apoio partidário. Joe pode ser candidato ao Senado, vice ou deputado federal. Essa parceria já conta também com Paulo Octavio (PP) e Alberto Fraga (DEM).

Coordenador
O ex-presidente da Caesb Fernando Leite, que atuou na equipe de Joaquim Roriz, é o coordenador da pré-campanha de Jofran Frejat. Vai ajudar a preparar o programa de governo.

Novo ciclo
O subsecretário de Educação Básica, Daniel Crepaldi, deixará o cargo hoje para concorrer a distrital nas eleições deste ano. Ele saiu do PSB e se filiou, na terça-feira, ao PRB. Crepaldi conta que resolveu buscar “outros ares” por acreditar ter chegado ao limite como militante do partido do governador Rodrigo Rollemberg. Relata ainda ter ficado insatisfeito com a forma como a Secretaria de Educação conduziu a sua saída. “Hoje, eu vejo que o PRB tem um senso de coletivo maior, pensando em um projeto”, diz. O distrital Júlio César e o coordenador da Regional de Ensino do Gama, Firmino Queiroz, foram os responsáveis por levá-lo ao partido. Apesar da mágoa no momento de deixar a pasta, ele garante não ter rompido com Rollemberg. “No cenário atual, ainda acho que ele é o melhor nome para Brasília.”

CB. Poder
Ana Maria Campos e Helena Mader

Robério Negreiros vai concorrer à reeleição pelo PSD
Segundo distrital mais votado em 2014, Robério Negreiros escolheu o PSD, partido presidido pelo deputado federal Rogério Rosso, para disputar a reeleição. O parlamentar assinou a filiação nesta quinta-feira (05/04), um dia depois de deixar o ninho tucano, o qual integrou por quase dois anos. Com o ingresso, a sigla contará com dois representantes na Câmara Legislativa, no ano eleitoral. Além de Negreiros, Cristiano Araújo compõe a agremiação.
O parlamentar justificou a escolha com “a estrutura partidária e a forma democrática de lidar com os dirigentes”. “Pesou muito a questão de haver um olhar maior, sem vaidades e egos, na busca por soluções de problemas que assolam o DF”, pontuou. O acordo foi costurado pelo vice-presidente regional da sigla, Arthur Bernardes, além de Rosso.

Adeus ao tucanato
Negreiros desembarcou do PSDB após desavenças com o presidente regional da legenda e pré-candidato ao Palácio do Buriti, Izalci Lucas. Ao longo dos últimos meses, os dois bateram boca diversas vezes pela forma de gestão do deputado federal, que comanda a sigla de forma provisória.
No último embate, o deputado federal disse que o distrital “não teria legenda para disputar as eleições”. Izalci definiu que só poderão concorrer à Câmara Legislativa tucanos com estimativa de votos inferior a 12 mil. Negreiros, contudo, à época do MDB, chegou à Casa com o apoio de 25.646 eleitores.
Na carta de desfiliação, o distrital destacou a necessidade de diálogo para que os políticos possam ir “além das diferenças pessoais e construir soluções voltadas ao cidadão” e para “encontrar dentro das divergências as convergências”.

 

JORNAL DE BRASÍLIA

Do Alto da Torre
Millena Lopes & Francisco Dutra

Fusão de pastas
Com a desistência do secretário-adjunto de Turismo, Jaime Recena, de disputar um cargo em outubro e com a saída da secretária de Esportes, Leila Barros (PSB), ele acumulará as duas funções. O governo não decidiu ainda como será o modelo de fusão das secretarias, mas já entregou a missão a Recena.

Os três mosqueteiros
O presidente da Terracap, Júlio César Reis; o presidente da Novacap, Júlio Menegotto; e o secretário de Educação, Júlio Gregório, pensaram em deixar o governo, mas desistiram. Tudo foi articulado com o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, que concordou com a decisão de os três de investirem em projetos próprios.

Chefe de gabinete assume
Daniel Pereira, atual chefe de gabinete do secretário adjunto de Mobiliário Urbano e Participação Social da Secretaria das Cidades, Marlon Costa, assumirá o posto. Marlon era braço direito do governador, mas agora vai buscar a independência com uma candidatura à Câmara Legislativa pelo PSB. Ele é um dos aliados de Rollemberg que deixam o governo hoje para a desincompatibilização.

Eu fico e provo
O deputado distrital Juarezão (PSB) ameaçou deixar o partido e não só se arrependeu como fez questão de provar por A mais B que se manteria firme ao lado de Rollemberg. O parlamentar foi até o evento de filiação do PSB, na noite de ontem, na Legião da Boa Vontade, e sem cerimônia sentou-se na mesa do governador, no palco do evento.

Tropa de uniforme e garganta afiada
Novos integrantes do partidos, futuros e pré-candidatos estiveram no evento. A secretária de Esportes, Leila Barros; a ex-secretária de Segurança do DF Márcia de Alencar; o secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade; o ex-chefe da Casa Militar Cláudio Ribas de Sousa; Wilson de Paula, secretário de Fazenda; a administradora de Taguatinga, indicada pelo deputado federal Ronaldo Fonseca (Pros), Karolyne Guimarães dos Santos, entre outros. Muitos pré-candidatos foram preparados com camisa e gritos de guerra.

No ritmo de eleições, em busca de votos
A Câmara Legislativa vai lançar na próxima terça-feira, dia 10, o Plano de Dados Abertos. Os deputados distritais colocarão à disposição da sociedade algumas informações da Casa, que hoje não são divulgadas sem uma demanda prévia, como os dados orçamentários e os gastos do Legislativo.

Estratégia matemática
Diferentemente das eleições passadas, quando os tradicionais mandatários incluíam candidatos nas nominatas no último segundo, sem sequer discutir o nome cogitado, este ano o problema tem sido outro: o mesmo candidato relacionado em três, quatro listas. Para não ter que colocar o nome em cima da hora, muitos já garantiram a listagem enquanto fazem os cálculos das probabilidades. A matemática termina sexta.

Preocupados com a água, GDF engorda conta de luz
Não foi a toa que o Governo do DF começou a se preocupar com a conta de luz. De um ano para o outro, a conta subiu R$ 74,8 milhões. Em 2016, o DF gastou R$ R$ 239 milhões e em 2017, fechou os 365 dias com a cifra R$ 314, 5 milhões.

Medida de urgência
Há pouco mais de um mês, Rollemberg lançou o Ilumina Mais Brasília para tentar reduzir esses gastos. A principal medida é a substituição de lâmpadas convencionais (do tipo vapor de sódio) por equipamentos de LED. As substituições começarão assim que a CEB receber as luminárias adquiridas no mercado. Na primeira etapa, serão contemplados 18 pontos, com a recuperação de cabos e postes e substituição de 8.342 luminárias. O único problema é que a CEB não sabe dizer quando e como tudo isso acontecerá.

Valdir Oliveira não será vice de Rollemberg
O secretário de Economia, Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnologia, Valdir Oliveira, não será candidato a vice-governador na chapa pela reeleição do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). “Decisão tomada. Ficarei no governo até o fim”, garante. Ao longo dos últimos meses, Rollemberg buscou o nome de Valdir por diversos motivos. A boa relação com o setor produtivo, os bons resultados na pasta e capacidade de representar o “novo”, o “diferente” para o eleitorado. Mesmo assim, Oliveira pretende fazer a defesa aguerrida do legado e das propostas de Rollemberg.

 

METRÓPOLES

Grande Angular
Lilian Tahan

Coronel Hamilton, ex-chefe do CBMDF, assume Secretaria das Cidades
O Coronel Hamilton Santos Esteves Júnior, ex-comandante do Corpo de Bombeiros, será o novo secretário das Cidades. Ele entra no lugar de Marcos Dantas (PSB), que se desincompatibiliza para disputar as eleições.
Hamilton deixou o comando dos bombeiros em janeiro, após liderar a corporação por três anos e meio.
Pelo menos 21 integrantes do alto escalão do Governo do Distrito Federal (GDF) devem sair dos cargos nesta sexta-feira (6/4) para concorrer a cargos eletivos em outubro de 2018.
Embora o prazo para a chamada desincompatibilização seja até sábado (7) – seis meses antes do pleito eleitoral –, a publicação precisa sair nesta sexta (6), dia útil. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) anuncia os nomes que deixam o GDF, oficialmente, às 11h.
A desincompatibilização, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é o afastamento necessário de ocupantes de algum cargo ou função pública para que possam concorrer aos mandatos de presidente da República, senador, governador, deputado federal ou deputado distrital, no caso de Brasília.

Panatenaico: MPF-DF denuncia 12 pessoas por desvios no Mané Garrincha
Quase um ano depois de deflagrada a Operação Panatenaico, o Ministério Público Federal do DF (MPF-DF) ofereceu três denúncias, nesta sexta-feira (6/4), à 12ª Vara da Justiça Federal. No total, são 12 alvos, que devem responder por organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraude à licitação.
Como corre em sigilo, em função dos termos de colaboração de executivos da Andrade Gutierrez que embasaram as investigações, os nomes não foram divulgados. O MPF, entretanto, pediu o fim do segredo de Justiça.
A Panatenaico foi deflagrada em maio de 2017 com o objetivo de apurar irregularidades na reforma do Estádio Mané Garrincha.
O alvo da investigação era a formação de um cartel por várias empreiteiras para burlar e fraudar o caráter competitivo da licitação e assegurar, de forma antecipada, que os serviços e as obras fossem realizadas por consórcio constituído pelas empresas Andrade Gutierrez e Via Engenharia. Como contrapartida, os vencedores teriam pago propina a agentes políticos e públicos.
Foram presos os ex-governadores José Roberto Arruda (PR), Agnelo Queiroz (PT) e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB), entre outras pessoas. Todos foram soltos uma semana depois da prisão. Na época, a Polícia Federal denunciou 21 pessoas.
Os advogados de defesa de Arruda, Queiroz e Filippelli afirmaram que só vão se manifestar após ter acesso à denúncia. Os três disseram que não sabem sequer se os clientes estão entre os citados.
As investigações da PF identificaram fraudes e desvios de recursos públicos em obras de reforma do Estádio Nacional Mané Garrincha para a Copa do Mundo de 2014. Orçada em R$ 600 milhões, a arena brasiliense custou mais de R$ 1,6 bilhão. A estimativa é de desvio de R$ 900 milhões. A operação é decorrência das delações de ex-executivos da Andrade Gutierrez.
Em setembro do ano passado, o Metrópoles mostrou que os procuradores avaliavam a possibilidade de oferecer denúncias separadas. Após a denúncia da Polícia Federal, eles começaram a analisar os depoimentos, laudos periciais e documentos do inquérito.

Janela Indiscreta
Caio Barbieri

Distrital Robério Negreiros troca PSDB por PSD para disputar reeleição
O distrital Robério Negreiros se filiou nesta quinta-feira (5/4) ao PSD. Na quarta (4), o parlamentar havia deixado o PSDB por não concordar com os rumos da legenda sob o comando do deputado federal Izalci Lucas.
“Saio do PSDB, mas meu coração jamais esquecerá a família tucana, na qual tenho grandes amigos”, disse em sua carta de despedida do partido.
Com a mudança, o deputado pretende garantir sua permanência na Câmara Legislativa. O PSD fica com dois representantes na Casa: Negreiros e Cristiano Araújo.
A construção da filiação foi do presidente da sigla, deputado federal Rogério Rosso, e de Arthur Bernardes, que garantiram espaço na legenda para os dois distritais.

Sem espaço para candidatura no PTB, filho de Gim pede abrigo no PRB
Jorge Argello, filho do ex-senador Gim Argello (PTB) – preso em Curitiba, em desdobramento da Operação Lava Jato –, virou persona non grata justamente no partido em que o pai fez carreira na política. Depois que o Metrópoles noticiou suas pretensões políticas, o primogênito de Gim foi gentilmente convidado a se retirar do PTB.
A comissão eleitoral da sigla – responsável por ajustar a nominata da agremiação – achou por bem não garantir legenda para o sucessor do ex-senador. A decisão, segundo integrantes do partido, sobrepõe até mesmo uma possível intervenção do atual comandante partidário, Alírio Neto.
A poucas horas do fim do prazo para as filiações partidárias, Argello Filho passa a procurar abrigo que lhe garanta uma legenda para concorrer à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O caminho mais provável será o PRB, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus.

Abadia recebe caixas de lexotan e rivotril um dia após sair do PSDB
Um dia após anunciar a troca do PSDB pelo PSB, a ex-governadora do DF Maria de Lourdes Abadia recebeu uma surpresa curiosa na quarta-feira (4/4). Segundo ela, foi entregue uma caixinha de rivotril e uma de lexotan no prédio onde mora. Os medicamentos são recomendados para tratamento de estresse e ansiedade.
Abadia contou a história em pronunciamento aos novos companheiros de partido, na cerimônia na qual se filiou ao PSB-DF, na noite de quinta-feira (5).
O presente inesperado e irônico, porém, não a abalou. “Eu subi, joguei as duas caixas no vaso. Na minha geladeira tinha champanhe e tomei”, declarou, à plateia que lotou o Parlamundi, na Legião da Boa Vontade (LBV). Além de Abadia, 17 pessoas oficializaram a entrada na agremiação do governador Rodrigo Rollemberg.
A ex-tucana, fundadora da agremiação, deixou o partido após divergências com o presidente do diretório regional, deputado federal Izalci Lucas.
Outras quatro pessoas também abandonaram o ninho: o subsecretário de Políticas Estratégicas da Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), Virgílio Neto; Luiz Carlos Pietschmann, o Luiz Pitiman; o ex-deputado distrital Paulo Roriz; e o deputado distrital Robério Negreiros.
Confira o relato de Abadia:
“Eu vou começar dizendo para vocês uma coisa: ontem à noite, quando cheguei lá em casa, no apartamento, o vigia me entregou o saquinho na mão. Dentro do saquinho tinha uma caixinha de lexotan e rivotril. Eu não sei quem foi que me mandou. Mas a minha resposta foi ótima: eu subi, joguei aquelas duas caixas no vaso, dei descarga. Na minha geladeira tinha champanhe e tomei.”

Vai ou racha: Rollemberg promete cortar cargos de aliados infiéis
A reforma administrativa do Governo do Distrito Federal não se resumirá à substituição dos nomes que devem concorrer nas eleições deste ano. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tem anunciado aos quatro cantos que pretende fazer, já a partir de segunda-feira (9/4), uma verdadeira varredura em todos os cargos comissionados, especialmente naqueles indicados por deputados distritais.
O chefe do Executivo quer avaliar profundamente o custo-benefício que cada parlamentar significa para o Palácio do Buriti. Caso entenda que a manutenção de um ou outro não tem valido a pena nessa relação, demitirá os aliados sem dó nem piedade.
O recado é direcionado aos parlamentares que não assumem oficialmente uma posição pró-governo dentro da Câmara Legislativa. O governador diz a interlocutores que, por estar na reta final da gestão, prefere ter ao lado “poucos, mas que sejam bons”.

Por WhatsApp, distrital Raimundo Ribeiro anuncia saída do PPS
Após a desfiliação da deputada Celina Leão (hoje no PP), chegou a vez de o também distrital Raimundo Ribeiro deixar o PPS. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (5/4), por meio de mensagem compartilhada pelo WhatsApp.
O parlamentar, contudo, ainda não fechou questão sobre seu destino: MDB e PSDB, partido ao qual já foi filiado, estão na mira do político.
Ribeiro destacou a dificuldade de uma nominata competitiva dentro da legenda, o que poderia atrapalhar o projeto de reeleição do deputado.
“Quero comunicar a todos meu desligamento do PPS, partido este que me recebeu de forma tão cordial, respeitosa e me trouxe muito orgulho em fazer parte”, postou.

 

JORNAL ALÔ

ONs & OFFs
Sandro Gianelli

Troca troca 1
O cenário para as eleições de outubro de 2018 começou a se formar. Com a imposição do calendário eleitoral, àqueles que ocupam cargo ou função pública terão de deixar seus postos até a data de hoje (6).

Troca troca 2
Troca de secretários, de administradores e principalmente a troca de partido por parte de deputados e pré-candidatos foram comuns durante a semana. Quem ainda não desembarcou do governo ou trocou de partido, deverá fazer nesta sexta.

Alianças partidárias
Delete tudo que você ouviu até aqui relativo as alianças partidárias. Por enquanto o assédio foi apenas em cima dos pré-candidatos, a nova fase, terá foco nos partidos. O cardápio terá em seus ingredientes: reuniões, contas para formação de chapas e conversas nada republicanas.

Grilagem eleitoral
Promessas de secretarias farão parte do cardápio das negociatas. Daqui para frente começará o período de ‘Grilagem Eleitoral’, os cargos serão loteados e darão inicio, para aqueles que não possuem juízo, das manchetes de escândalos de corrupção do próximo governo.

Vale tudo
A data limite para o registro de candidaturas junto à Justiça Eleitoral é o dia 15 de agosto. Até lá veremos candidatos viáveis abrirem mão da disputa. Até lá o que vai contar mesmo para a definição de candidaturas são basicamente duas coisas: tempo de televisão e pesquisa eleitoral.

Força nova
A história mostra que sem tempo de televisão os candidatos estão fadados ao fracasso nas urnas. Esta eleição terá um ingrediente novo que são as mídias sociais. O enxugamento do tempo de campanha forçará os candidatos a apresentarem programas eleitorais com exposição de ideias claras. Nas mídias, sem criatividade e profissionais especializados o êxito não chegará.

Definição
O inicio do mês de agosto será o ponto forte das definições onde irão aparecer dezenas de levantamentos feitos pelos institutos de pesquisa. Levará quem tiver em melhor condição, esses atrairão os partidos, que em vários casos trairão acordos antigos. Ideologias, amizades e programas de governo ficaram em segundo plano. Quem tiver mais chances de vitória, terá mais aliados.

Fim da janela
Os deputados federais e distritais que desejam mudar de partido, para se candidatar nas Eleições de 2018, sem correr risco de perder o mandato, devem ficar atentos. O prazo final para a janela partidária, se encerra à meia-noite de hoje. O prazo, de 30 dias, começou a correr no dia 8 de março. No entanto, ele não beneficia vereadores, porque neste ano não haverá eleições na esfera municipal.

Reforma Eleitoral
A Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015), deu origem a janela partidária, onde os detentores de mandato eletivo, em cargos proporcionais, podem trocar de legenda nos 30 dias anteriores ao último dia do prazo para a filiação partidária, que ocorre seis meses antes do pleito.

Fundo Partidário mantido
A troca partidária não muda a distribuição do Fundo Partidário e o acesso gratuito ao tempo de rádio e televisão. Esse cálculo é proporcional ao número de deputados federais de cada legenda.

Exceção da regra
A única exceção a essa regra é para o caso de deputados que migrem para uma legenda recém-criada, dentro do prazo de 30 dias contados a partir do seu registro na Justiça Eleitoral, e nela permanecendo até a data da convenção partidária para as eleições subsequentes.

ENTORNO

Reforço de peso
A pré-candidatura do senador Ronaldo Caiado (Democratas) ao governo de Goiás ganhou nesta quinta-feira (5) um reforço de peso. O DEM filiou o senador Wilder Morais, que vai concorrer à reeleição, os deputados Iso Moreira, Álvaro Guimarães e Dr Antônio, o presidente da Faeg José Mário Schreiner e o médico Zacharias Calil.

Projeto para o Entorno
Ronaldo Caiado fez um importante projeto para consertar o transporte coletivo no Entorno do Distrito Federal e Wilder Moraes foi o relator. A dupla reconhece as necessidades da região. Wilder foi um senador ativo no Entorno, porém, o DEM na região vem diminuindo seu espaço político, eleição após eleição.

Conectado ao Poder
O programa Conectado ao Poder, deste sábado, dia 7/4, entrevistará o deputado federal Izalci Lucas (PSDB), o deputado distrital Wellington Luiz (PMDB) e o consultor de comunicação Marcelo Vitorino. O Conectado ao Poder vai ao ar, todo sábado, das 6h às 8h, na rádio 104,1 Metrópoles FM. O programa é um mix de notícias, entrevistas e a participação do ouvinte pelo Whatsapp (61) 98220.1041.

 

BLOG RISCOS E TENDÊNCIAS
José Maurício dos Santos

Disputa por Joe Valle sinaliza que pedetista vem ao Senado
A disputa entre os grupos rachados dos pré-candidatos ao GDF, Izalci Lucas e Jofran Frejat (PR), pelo presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), para compor uma chapa majoritária sinaliza que o pedetista está muito inclinado em deixar a disputa pelo Palácio do Buriti para disputar uma cadeira no Senado Federal pelo DF.

Joe avalia se vale sacrifício para dar Palanque a Ciro no DF
Apesar de Ciro Gomes (PDT) ser candidato ao Planalto e necessitar de palanques nos estados, Valle avalia as chances que teria de ser uma quarta via para o GDF em meio às coligações que estão sendo formadas, principalmente por Rollemberg, Izalci e Frejat.

Contagem regressiva
O partidos tem até 5 de agosto para realizarem as convenções e fecharem as coligações e nominatas. Até lá, muita água vai rolar por baixo da ponte.

BLOG POLÍTICA DISTRITAL
Kleber Karpov

Justiça do Trabalho suspende segundo processo seletivo do Instituto Hospital de Base do DF
Para procuradora do MPT, autora da ação, segundo processo seletivo do IHBDF é “ainda pior” que o primeiro por apresentar “sérios riscos de seleção com apadrinhamento, nepotismo ou com atitudes discriminatórias”
O juiz Renato Vieira de Faria, da 16ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) 10a Região determinou, na quarta-feira (4), a suspensão do segundo processo seletivo público do Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF) para preenchimento de 66 vagas. Também estão suspensas possíveis contratações decorrente da seleção.
A Justiça Trabalhista exigiu do IHBDF, a apresentação, caso exista, de contrato mantido com o site Vagas.com.br, responsável pelo processo seletivo, assim como do edital com as regras e cronograma, que não foram publicados.
A Decisão Liminar atende aos pedidos do Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF), representado pela procuradora Marici Coelho de Barros Pereira, que identificou critérios “extremamente subjetivos, imprecisos e obscuros”.
A procuradora alerta que as diretrizes estabelecidas não respeitam a objetividade e transparência, bem como a impessoalidade, resultando em “sérios riscos de seleção com apadrinhamento, nepotismo ou com atitudes discriminatórias”.
Para Marici Coelho, as cláusulas do processo seletivo são ainda mais discriminatórias do que as presentes no Edital nº 001/2018 do IHBDF, também suspenso pela Justiça do Trabalho.
Para o juiz Renato Vieira, “a intenção exclusivamente predatória na condução dos órgãos públicos e privados integrantes e parceiros do Estado produziu cenário de perpetuação dos esquemas de corruptos e corruptores, que auferem incontáveis fortunas ilícitas seja para o enriquecimento dos envolvidos, seja para a ampliação do raio de atuação e de suas defesas, seja para o financiamento de candidaturas em eleições inflacionadas e desiguais”.
Para o magistrado, o Processo Judicial o pedido do MPT, em caráter liminar foi concedido por entender que o IHBDF deixou de respeitar os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade e da eficiência. Renato Vieira, apontou ainda a falta de transparência na divulgação das vagas, falta de previsão de vagas para pessoas com deficiência e o acesso privilegiado, por quem tem melhores contatos, como fatores determinantes para a suspensão da seleção.
Segundo o juiz, a liminar é essencial, pois a demora na Decisão poderia resultar no prosseguimento do ilícito com a seleção e contratação de trabalhadores sem a observância das correspondentes normas do ordenamento jurídico.
O Instituto Hospital de Base tem cinco dias para cumprir a medida cautelar, sob pena de multa de R$ 50 mil por item não atendido.

SES pretende recorrer
Nesta quinta-feira (5/Abr), a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) publicou matéria em que diretor do IHBDF, Ismael Alexandrino deve recorrer da decisão da Justiça do Trabalho, que suspendeu o segundo processo seletivo para contratação de 66 profissionais da área administrativa. A informação foi divulgada pelo diretor do instituto, Ismael Alexandrino, nesta quinta-feira (5), em entrevista coletiva.
Alexandrino sustenta que o IHBDF tem relação contratual “semelhante” ao de uma empresa privada. “Nosso regime jurídico foi feito semelhante ao de uma empresa privada. Nossa modalidade de contratação é diferente. É processo seletivo simplificado, o que difere de um modelo de concurso público”, argumentou.

Fica a dica!
Diante da impossibilidade de realizar contratações, o vice-presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF), Jorge Vianna, em entrevista ao programa Panorama Político, na Rádio Federal mencionou uma solução possível. Que a SES-DF, nomeie concursados que aguardam nomeação.
A julgar que o IHBDF embora tenha se tornado um Serviço Social Autônomo, com uma receita anual de cerca de R$ 800 mil, ao longo de 2018, o Instituto, segundo fontes, permanece a utilizar recursos da SES-DF, a exemplo dos contratos vigentes entre fornecedores e prestadores de serviço junto à Secretaria para atender demandas do Hospital de Base.

 

BLOG RÁDIO CORREDOR
Odir Ribeiro

Os candidatos “Kinder Ovo”
A maioria das nominatas estão sob a égide do blefe. Explico. Para se ter legenda em algum partido e ser considerado classe “A” ter sido testado na urnas é um critério. Candidatos de 6 a 10 mil votos são os mais procurados.
O “Kinder Ovo” não está só nos “tubarões” escondidos, os postulantes que terão queda nas suas votações irá fazer muito “nominateiro” desatento chorar. Mesmo aqueles que fazem a estimativa com margem de erro.
Só que alguns soberbos presidentes de partidos se esqueceram de um detalhe: a votação de muita gente irá cair em 2018. Principalmente na cidades. Novos candidatos, abstenções devem tirar votos dessa turma. Para chegar a essa conclusão, basta dar uma chegada nas satélites.
Alguns formadores de nominatas terão grandes surpresas por não terem mapeado a realidade política nas cidades-satélites.
Também tem o voto corporativo o candidato bem votado seu nicho terá a concorrência de novos nomes. Repetir votação é praticamente improvável
Depois que as urnas se abrirem essa postagem será lembrada!
Até lá.

Acelerando na política
A disputa para deputado distrital será uma das mais intensas da história. Um dos que irão se lançar nessa disputa é presidente da Agenciauto Paulo Poli que se filiou ao PTB. Na manhã desta quinta-feira,5, o empresário do ramo automobilístico recebeu amigos é o mundo político na sua empreitada.
Paulo Poli é um dos responsáveis pelo desenvolvimento da Cidade do Automóvel e temn uma liderança notável nas concessionarias de automóveis. O empresário quer ser um dos representantes desse ramo na Câmara Legislativa. “Nós que amamos a nossa cidade precisamos participar da política para fazer a diferença,” disse Poli em seu discurso.

Frejat deve se preocupar e não subestimar os novos fatos
Enquanto as nominatas estão sendo montadas, o tabuleiro político vai se mexendo. A notícia do momento foi a filiação de Eliana Pedrosa no PROS. Nos bastidores dizem que foi um jogada de mestre do subestimado senador Hélio José. Numa tacada só Hélio consegui unir Os Pedrosas, Eurípedes Júnior e Os Roriz.
O PROS deu todas as garantias para Eliana ser candidata ao governo, o partido necessita dos votos de legenda por ter uma nominata “pesada.” Telma Rufino, Guarda Jânio e o delegado Fernando Fernandes são os “tubarões” e o voto de legenda ajudaria o Pros a eleger distritais e federais. Eliana deixou claro que não irá disputar distrital e federal e a sua vontade foi de encontro a sigla.
Um dos que gostaram da ascensão de Eliana, foi Alírio Neto (PTB) pré-candidato ao governo ele fez compromisso com seus pré-candidatos não sairá a distrital e muito menos federal. Alírio está obstinado a disputar a vaga majoritária e não está blefando. Junto com Rogério Rosso, Izalci Lucas, Cristovam Buarque e Wanderley Tavares deve buscar um entendimento. Legislativo nem pensar.
Já Joe Valle presidente da Câmara Legislativa quer disputar o Senado de acordo com publicação do site Poder Ao Quadrado ( leia aqui). Alberto Fraga que tanto falou em cargo majoritário vai disputar novamente a cadeira de federal.
A candidatura de Eliana indo a frente acende o alerta na consolidada pré-candidatura de Jofran Frejat. Tanto Eliana Pedrosa quanto Rogério Rosso, Izalci Lucas, Cristovam Buarque e Wanderley Tavares tiram parte seus votos e leva a disputa a um segundo turno.
Nesse momento Frejat e sua turma não devem subestimar essas correntes como faz os seus correligionários. É bom a turma do consolidado Dr. Jofran Frejat colocar os pés no chão, o clima de “já ganhou” está perigoso.
Enquanto isso, o governador Rodrigo Rollemberg observa tudo..

Resumo da Dança das Nominatas – Atualização
As briga pelas filiações está a todo vapor. Faltando apenas dois dias para terminar a dança das nominatas pauladas e pedradas estão comendo soltas.

O PRB é o partido que está mais se movimentando nas filiações. Depois do deputado distrital Delmasso uma serie de adesões fortificou a legenda.

O filho de Gim Argelo, Jorginho Argello está perto de filiar ao PRB. O herdeiro não tem legenda nem no PTB e muitos PTC onde estava especulado.

O apresentador de TV Raul Canal se filou ao PRB e irá disputar uma vaga de deputado distrital.

O ex-secretário de Saúde Rafael Barbosa está próximo ao PTB e irá concorrer a deputado distrital.

DJ Jamaika(Foto) se filiou ao PTC e será candidato a deputado distrital. Em 2014 ele obteve 3.031 votos.

Jorge Vianna se filiou ao Podemos e virá candidato a deputado distrital. Em 2014 Vianna obteve 7.331 votos.

Raad Júnior está próximo do PSDB e irá concorrer a deputado distrital. Izalci Lucas conta com essa filiação.

Daniel Crepalde que estava no PSB, se filiou ao PRB e irá concorrer a deputado distrital.

Filiação surpreendente.

O PPL está montando a sua nominata e a linha de corte é de 6 mil votos. Em 2014 a legenda sozinha obteve 98 mil votos para deputado distrital.

Pimenta Pepper e Marco Antonio Campanella estão otimistas e esperam aumentar esse número para 120 mil. Apimentado, hein!

O Ninja João Dias deve vir candidato a deputado federal. Sondagens partidárias não faltam. Olha o ninja aí!!!

O PTC conseguiu fechar a nominata com 15 mulheres entre elas: Bena Domingo e Carol Charles ( filha do ex-deputado distrital Dr. Charles).

O Pastor Eliel Mendes se filiou ao Pros e irá concorrer a deputado distrital.

Robério Negreiros se filiou ao PSD e irá se juntar a Cristiano Araújo. Essa nominata promete. Atenção!!

Uma história: certo deputado distrital quer sair do PR (Frejat não sabe disso) ele tentou voltar ao antigo partido, não deu. Outras legendas não querem. Deu ruim!



Autor: admin
Jornalista, Cientista Político, especialista em Marketing Político, consultor político ABCOP e sócio-fundador da Tracker Consultoria e Assessoria.

Deixe uma resposta