Backstage News DF 08/02/2019 – Luto: Ibaneis fala sobre tragédia no CT do Flamengo

O Backstage News é um produto diário da Tracker Consultoria que reúne os principais colunistas de política do DF com informações dos bastidores do Poder.

 

CORREIO BRAZILIENSE

Eixo Capital
Ana Maria Campos

Bancada do DF assina CPI do Poder Judiciário
Os três senadores do DF — José Antônio Reguffe (Sem partido-DF), Leila Barros (PSB) e Izalci Lucas (PSDB) — assinaram o requerimento para instalação de CPI relacionada aos tribunais superiores. A comissão tem sido chamada de CPI da Lava Toga. Reguffe foi o primeiro a assinar o requerimento apresentado pelo senador Alessandro Vieira (PPS/SE), que trata de excessos de pedidos de vista e participação em atividades fora do dia a dia da toga, entre outros temas. Izalci disse à coluna que assinou, mas “não tem compromisso com o mérito”. Ou seja, deu apoio para que a criação da CPI seja debatida. Mas não significa que esteja de acordo com a instalação. Alessandro Vieira conseguiu as assinaturas necessárias para protocolar o requerimento. Para que a comissão seja instalada, no entanto, o requerimento precisa ser lido em plenário em sessão deliberativa.

Silêncio
O senador Izalci Lucas (PSDB/DF) acredita que as CPIs perderam a força no Congresso e a legislação precisa ser alterada para que as investigações ocorram com sucesso. Como ninguém é obrigado a produzir prova contra si, os suspeitos convocados têm optado por permanecer em silêncio.

De volta para casa
O ex-chefe da Casa Civil Sergio Sampaio voltou à Câmara dos Deputados com o mesmo status que deixou em junho de 2015 para assumir o cargo na equipe de Rollemberg: diretor-geral. Ele exerceu a função por 13 anos e foi também durante dois anos secretário-geral da Mesa Diretora da Câmara. Antes de acertar a volta com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM/RJ), Sampaio recusou convite para ser chefe de gabinete de um ministro do governo Bolsonaro.

Cidadão honorário de Brasília
Por iniciativa do deputado Israel Batista (PV), Eduardo Brandão, vice na chapa à reeleição de Rodrigo Rollemberg, vai receber o título de cidadão honorário de Brasília. O presidente do PV/DF nasceu no Rio de Janeiro, mas vive no DF desde criança.

Dia do futebol americano
A audiência mundial do Super Bowl é gigante, mas, fora da tevê, Brasilia está bem distante dessa realidade. Mesmo assim, o esporte do superatleta Tom Brady vai entrar no calendário oficial de Brasília. A Câmara Legislativa aprovou projeto, de autoria do agora deputado federal Júlio Cesar (PRB), que estabelece 5 de março como o dia do futebol americano. O objetivo é a liberação de recursos públicos para o incentivo ao esporte no DF.

Líder em primeiro mandato
Os dois deputados petistas, Arlete Sampaio e Chico Vigilante, se uniram em bloco com Fábio Felix do PSol. O grupo é oposição declarada ao governador Ibaneis Rocha (MDB), tendo Félix, no primeiro mandato, como líder.

Na Câmara
Subsecretário de Assuntos Parlamentares dos governos Rollemberg e Roriz, José Flávio de Oliveira exerce agora uma função na Comissão de Segurança da Câmara Legislativa, indicado pelo deputado Roosevelt Villela (PSB).

Ajuda de fora
O empresário José Humberto Pires não aceitou convite para exercer um cargo no governo do DF. Mas tem colaborado informalmente na gestão de Ibaneis Rocha.

Outra polêmica
Depois de enfrentar a polêmica sobre restrições para o Passe Livre Estudantil, outro tema que desperta controvérsia é a conversão de licenças-prêmio em pecúnia. Essa é uma despesa milionária que nenhum governador do DF enfrenta, mesmo mantendo o direito de quem faz jus ao benefício. No governo federal, não existe, e o servidor tem direito a uma licença para capacitação.

Liberação de armas
O deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC) quer revogar a Lei nº 2375/99, que proíbe a comercialização de armas de fogo no âmbito do Distrito Federal. Em primeiro mandato, o distrital apresentou projeto de lei com esse enfoque, num momento em que decreto do presidente Jair Bolsonaro facilitou a posse de armas no país.

R$ 200 milhões por mês
Pelas contas do controlador-geral do DF, Aldemário Araújo Castro, o governo vai precisar aumentar a arrecadação em cerca de R$ 200 milhões por mês para absorver todos os débitos da gestão anterior e honrar os R$ 4 bilhões referentes ao reajuste dos servidores públicos. “Com um orçamento de R$ 42 bilhões, isso é possível”, acredita.

 

JORNAL DE BRASÍLIA

Do Alto da Torre
Millena Lopes & Francisco Dutra

Educa e Ação
A distribuição de verbas a escolas por meio do PDAF contou com repasse recorde, o que é parte do planejamento da atual Secretaria de Educação para reestruturar as unidades. Concomitantemente, as comunidades ligadas a três escolas públicas já haviam aprovado a implementação do modelo militar e, ontem, foi a vez do CED 07 de Ceilândia votar.

Fazendo caixa
Além das mudanças estruturais e das perspectivas distintas que ambas as ações provocam, a militarização das escolas contará com boa quantidade de recursos para aplicar sua metodologia.
Conforme a publicação no Diário Oficial do DF (DODF) de ontem, a distribuição de recursos por meio do PDAF para as referidas unidades ficou assim:
CED 308 Recanto das Emas – R$ 132.340,00
CED 07 de Ceilândia – R$ 145.405,00
CED 01 de Estrutural – R$ 91.960,00
CED 03 de Sobradinho – R$ 84.585,00

Fase beta
Pelo menos no papel, portanto, a gestão compartilhada apontada no projeto terá as unidades com alguns dos maiores recursos à disposição para funcionar. Desde o começo, o governo deixou claro que será uma etapa de testes para, se possível, expandir o modelo.

Plano B
Se a Disney está longe de acontecer, o governador Ibaneis se mexeu para tocar algum projeto ao menos similar. Na tarde de ontem, o chefe do Executivo local recebeu a primeira proposta, vinda do grupo empresarial de Alain Baldacci, presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas. Segundo o Buriti divulgou, o empreendedor quer construir um parque temático aquático em uma área de 1,1 mil hectares em Sobradinho.

Secos e Molhados
Uma das atrações que estão sob o controle de Baldacci é o Wet’ N’ Wild, de São Paulo. A ideia de instalação desse parque também não é novidade na capital e já foi ventilada em outras oportunidades – e governos – mas, tal qual a Disney, não prosperou. O Baldacci ainda controla o Beach Park, o Beto Carrero World e a Pousada do Rio Quente, em Goiás.

Novela Villela
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) adiou para a próxima terça-feira o julgamento do recurso de Adriana Villela, suspeita de comandar o assassinato dos próprios pais e da empregada doméstica da residência, na 113 Sul, em 2009. O caso ganhou repercussão principalmente pelo histórico das vítimas: o pai, José Guilherme Villela, era ministro aposentado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a mulher dele era a advogada Maria Villela. A funcionária da casa se chamava Francisca Nascimento Silva.

Longe do povo
O recurso de Adriana, que teria contratado matadores para executar os pais por questões financeiras, é para não ir a júri popular. A decisão foi adiada porque o ministro do STJ e relator Sebastião Alves dos Reis, pediu vista do processo. Se o pedido for acatado, o Ministério Público do DF e Territórios aponta que o processo poderá ser encerrado sem a julgamento ou análise de provas pelo Tribunal do Júri.

Pra inglês ver
Uma das coisas que deputados mais fazem para mostrar serviço é protocolar projetos de lei inócuos, inexpressivos. Assim, quando se faz a contabilidade de propostas do político, ele pode bater no peito e dizer que enviou quase 100 projetos para a Casa ou algo que o valha. No Diário Oficial da Câmara Legislativa de ontem, havia vários exemplos.

Dias de luta, dias de qualquer coisa
Prontinhos para apreciação no plenário da CLDF, por exemplo, estão os projetos que instituem o Dia do Futebol Americano no DF, que até tem uma cena atuante na capital, e a Semana do Torneio de Argolinhas. Esta última se refere a uma modalidade praticada com cães.

 

METRÓPOLES

Grande Angular
Lilian Tahan

Suposta delação de Ricardo Leal alerta políticos e empresários
A notícia de que o ex-conselheiro do Banco de Brasília (BRB) Ricardo Leal negocia acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) deixou muita gente de cabelo em pé nesta quinta-feira (7/2). A informação foi publicada pelo colunista Ancelmo Gois, de O Globo.
Ricardo Leal é apontado como líder de um esquema de corrupção que teria movimentado R$ 400 milhões do BRB, segundo investigação do MPF e da Polícia Federal.
É dele a indicação de toda a cúpula do banco na gestão do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Esse grupo foi alvo, na semana passada, da Operação Circus Maximus. Em 29 de janeiro, foram cumpridos 14 mandados de prisão contra acusados de envolvimento nas supostas práticas criminosas, que englobam negociações com empreendimentos no Rio de Janeiro e em Brasília.
Ricardo Leal foi tesoureiro de campanhas de Rollemberg e atuou por muitos anos no mercado de finanças. Agora, segue preso preventivamente no Complexo Penitenciário da Papuda.
Apesar do rebuliço, o advogado de Leal, o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Hamilton Carvalhido, disse que não procede a aventada delação de seu cliente. “De forma absoluta, não é verdade.”
O Ministério Público Federal informou que não comenta esse tipo de negociação.

 

BLOG DO DONNY SILVA

Ibaneis atende pedido de Jaqueline Silva e envia PL do CME à Câmara Legislativa do DF
O clima agora é de paz entre a deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) e o secretário de Educação Rafael Parente. Após ir às redes sociais reclamar do secretário por demorar a trabalhar pela volta do CME (Cartão Material Escolar), o governador Ibaneis Rocha (MDB) agiu rápido e mandou para a Câmara Legislativa do DF, o Projeto de Lei (PL) do CME que ajudará mais de 120 mil crianças carentes que precisam adquirir material escolar.
“Na tarde desta quinta-feira (7), o governador agiu rápido em favor da bandeira que também defendemos. Estou muito feliz pela sensibilidade social do governador Ibaneis Rocha, que demonstrou também sua liderança política para comandar o DF. Nosso pedido para a volta do Cartão Material Escolar, é um pedido da comunidade que de fato precisa desse apoio. Muito obrigada, governador, por ouvir a voz da população carente”, afirmou Jaqueline Silva.

Deputada Jaqueline Silva articula implantação do Parque Vivencial de Santa Maria
A deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) se reuniu ontem com o presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Edson Duarte, para tratar da implantação do Parque Vivencial de Santa Maria. O próximo encontro já será na segunda-feira (11), com uma visita à área do futuro parque. A previsão é que o local seja inaugurado em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

BLOG RÁDIO CORREDOR
Odir Ribeiro

Ibaneis se manifesta sobre tragédia no CT do Flamengo
O governador Ibaneis Rocha se manifestou nas redes sociais sobre a tragédia no Centro de Treinamento do Flamengo, que aconteceu na madrugada de hoje (8). Até o momento, foram confirmadas 10 mortes e três feridos – um em estado grave. Entres as vítimas estão jogadores da base do time que têm entre 14 e 17 anos.
“O País está triste com a perda de vidas jovens ocorrida na manhã de hoje, em um incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo. Presto minha solidariedade às famílias das vítimas, à população do RJ e à imensa torcida do Flamengo, espalhada por todos os cantos deste País.”

Hélio José, embriagado, bate o pé e não sai do gabinete
O ex-senador Hélio José se meteu em mais uma encrenca. É o que informa o jornalista George Marques, na revista Fórum.
A matéria diz que “aparentando estar embriagado, o congressista trancou-se em seu gabinete no Senado sem que ninguém conseguisse retirá-lo de lá”. Isso teria acontecido no último dia de mandato, em 31 de janeiro.
Hélio José (PSD) assumiu a vaga do Rodrigo Rollemberg no Senado, quando este concorreu e venceu as eleições de 2014.
A revista diz ainda que o chefe da segurança do Senado, Márcio Tancredi, diretor executivo da Casa, foi chamado às pressas para tentar resolver o impasse.
O senador Arolde Oliveira (PSD-RJ), que vai assumir o gabinete, foi pessoalmente ao local conversar com Hélio José e tentar convencê-lo a sair do local.
De acordo com a reportagem, Arolde dera até à meia-noite do dia 1 para que o parlamentar deixasse a sala. Por volta das 22h do dia 31 de janeiro ele desocupou o espaço. Porém, por volta das 23h30 ele voltou aparentando estar mais bêbado ainda e proferindo frases desconexas.
A reportagem entrou em contato cm a assessoria do ex-parlamentar para confirmar a história. Até o momento não recebeu retorno.
Helio José nega que estava embriagado. Ele, inclusive, entrará em contato com o jornalista George, que escreveu a matéria, para se explicar melhor.

Confusão da Disney teve memorando de secretária a Ibaneis
As atrapalhadas envolvendo a implantação do parque da Disney em Sobradinho poderia ter sido evitada.
Uma fonte informou que, quando anunciou a possibilidade de trazer o parque temático americano para o Brasil, mais especificamente em Sobradinho, o governador Ibaneis Rocha deveria ter visto sua agenda de reuniões.
É que a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, no mesmo dia, mandou para Ibaneis um memorando. No documento ela pede uma audiência para tratar da implantação de parques no DF. A fonte, no entanto, não confirma se o nome Disney estaria lá.
Ocorre que Ibaneis teria apenas ficado sabendo “por alto” do assunto e, sem mais detalhes, alardeando a notícia.
No final das contas, a falta do freio na língua acabou desgastando a imagem de Ibaneis, que tenta agora recuperar com outra alternativas.



Jose Mauricio dos Santos
Autor: Jose Mauricio dos Santos
Jornalista, Cientista Político e especialista em Marketing Político.

Deixe uma resposta